As ruas vazias de Lisboa
Lisboa está irreconhecível. A cidade que antes estava repleta de pessoas, vê-se agora vazia.

Tal como aconteceu no Porto,  as ruas de Lisboa estão praticamente vazias. As poucas pessoas que se veem na rua são turistas ou trabalhadores que não podem ficar em casa.

A quarentena voluntária do País começou na sexta-feira, dia 13 de março. Durante a noite desse dia, houve quem resistisse e fosse à rua, aos restaurantes, aos bares ou às discotecas, como se de um dia normal se tratasse. Todo esse cenário mudou rapidamente durante o fim de semana.

Os lisboetas ouviram e seguiram os conselhos do governo e dos profissionais de saúde e, automaticamente, as ruas da capital tornaram-se um deserto autêntico. O que antes era uma cidade caótica durante o dia inteiro, tornou-se agora numa cidade praticamente fantasma.

Os turistas, alguns, continuam a passear pela cidade, desvalorizando a situação atual do País. São poucos, visto que os pontos de interesse estão fechados. Na rua encontram-se os trabalhadores que não têm hipótese de ficar em casa e lisboetas que saem apenas para os serviços estritamente necessários.

 

17/03/2020 às 12:21

Imagem

Jorge Lopes

Pós-produção vídeo

Jorge Lopes

Produtora

Marta Cavaleiro
PUB