Um cancro e uma mastectomia depois, Sofia continua a sorrir para as fotos
O filho de nove anos, durante uma brincadeira, sentiu o tumor na mama da mãe. Seguiu-se um pesadelo.

Quando a mastectomia se tornou numa inevitabilidade para Sofia Borges, não hesitou em avançar. “Se soubesse o que sei hoje, nunca o teria feito”, lamenta sobre o mês de pesadelo que se seguiu à intervenção que deveria ter marcado uma das últimas etapas na difícil — mas vitoriosa — luta contra o cancro.

Aos 35 anos, Sofia estava longe de imaginar que um cancro da mama pudesse abalar-lhe a vida. Agora, três anos depois, carrega as marcas de uma luta levada ao limite. As marcas físicas, vê-as com carinho. “São especiais, embora para a sociedade ainda sejam um defeito.”

A vitória contra a doença inspirou-a a inspirar outras mulheres e, no Instagram, criou uma página que acompanha e mostra o que é a vida depois do cancro. Uma visão otimista que agora continua a partilhar de forma diferente, através das fotografias de Dai Moraes.

Leia o artigo completo.

27/09/2022 às 19:00

Jornalista

Daniel Vidal

Imagem

Joana Mouta

Editor

Joana Mouta