Depois do café, o MAAT já tem um restaurante a sério — e com vista para o Tejo
É o novo espaço do grupo Mercantina na cidade. Tem uma ementa cheia de sabores mediterrâneos, esplanada e DJ sets.

O projeto já é antigo e desde o final de 2020 que se conhece uma parte dele. Nessa altura, abria no MAAT, em Lisboa, uma zona de cafetaria da responsabilidade da Mercantina. Ainda antes da pandemia, o grupo ganhou o concurso público de exploração daquele espaço no museu. Quase um ano depois, o Maat Café ganha a companhia do Maat Kitchen, um restaurante dedicado à cozinha mediterrânea, onde os peixes e mariscos estão em destaque. O motivo é fácil de explicar: a proximidade com o Tejo.

“Toda a sala foi pensada para estar virada para o rio. É uma varanda à beira rio”, explica à NiT António Sousa Duarte, um dos responsáveis pelo grupo. A vista a partir do icónico edifício já podia ser vista desde que o Maat Café começou a servir refeições ligeiras e brunch ao fim de semana. A cafetaria continua a funcionar do lado direito assim que entra. À esquerda está a sala do novo Maat Kitchen, inaugurado esta quarta-feira, 8 de setembro.

Tem mesas junto da janela corrida e outras zonas com sofás e mesas circulares num piso ligeiramente mais elevado, para que a vista nunca se perca. A decoração foi pensada por Tiago Silva Dias, que projetou todos os restaurantes do grupo, e por Teresa Beirão da Veiga. “Souberam pensar bem todo o conceito para o interior deste edifício”, explica José Bartolomé Duarte, outro dos responsáveis pelo grupo Mercantina.

Leia o artigo completo.

12/10/2021 às 09:30

Jornalista

Adriano Guerreiro

Imagem

Rafael Marques

Editor

Rafael Marques